sexta-feira, maio 16, 2014

A Janela da Pensão "Bom Gosto"


«Não era bem uma pensão», 
eu sabia mas fiz-me desentendido
esperei que fosse ela a trazer os casais
que por ali passavam um bocado da tarde,
à conversa...

«A clientela era quase toda de Lisboa».
Sorriu-me de uma forma enigmática.
Sorri-lhe enquanto me aproximava da janela.
Ela insistiu: «Havia mil olhos à espreita. 
E não eram só de mulheres.»

Preferi imaginar-me um cliente casual
e pedir para que a minha companheira de viagem
não fechar completamente o cortinado.
Enquanto se despia talvez pensasse 
que via muitos filmes e queria ver
os reflexos do Sol no seu corpo nu,
completamente desligada 
do azul primaveril do Tejo
que quase entrava pelo quarto dentro.

2 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Bela janela virada para o Tejo ...e para dentro! :)

Abraço

Vieira Calado disse...

Eu não estava lá. Porque, se calhar, também olhava!
Um forte abraço!