terça-feira, abril 23, 2013

«O que seria de mim, sem os Livros?»


Perguntaram-me e eu respondo:

Bem, se não fosse um "maluquinho" pelos livros, de certeza que teria uma casa mais arrumada e vazia (há livros por toda a parte, só a cozinha é que escapa...).

Olhando a questão por outro prisma, seria sem qualquer dúvida, um individuo mais imbecil, mais ignorante e menos sonhador.

E claro, se não fossem os livros não teria escrito a dúzia de obras que se repartem pela ficção, pela poesia e pelo ensaio.

E agora vou sair de casa e fazer a minha boa acção do dia: distribuir dez livros pelas pessoas que se cruzarem comigo que tenham "cara de leitores" (não sei muito bem o que é isso, mas deve ser parecido com uma cara simpática e sonhadora...)

Nota: Tenho uma surpresa para os leitores dos meus blogues em: "A Minha Carroça de Livros". Se vos apetecer, passem por lá...

O óleo é de Almeida Junior.

4 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Já lá fui à Carroça! :-))
Até na cozinha tenho livros...de culinária, como é óbvio!

Abraço

Cris Caetano disse...

Ler é um hábito (e um prazer, obviamente). Hoje leio 1 por vez, mas era meio doida e lia uns 3 ao mesmo tempo. Ah, e tenho vários de culinária, mas não ficam na cozinha. :)

Beijos e boa semana

Luis Eme disse...

aqui em casa não, Rosa. :)

Luis Eme disse...

é sobretudo um prazer, Cris.

é por isso que hoje quando um livro me chateia, é devolvido à estante.

procuro sobretudo prazer e vontade de escrever nos livros.