domingo, agosto 07, 2011

A Maré Cheia


As chamadas "marés vivas" têm proporcionado uma visão diferente do Ginjal e de toda a Margem Sul do Tejo.


Se por um lado, quando o Tejo enche, parece capaz de inundar Cacilhas e Lisboa, também quando a maré vaza, as praias desaparecidas do Ginjal voltam a ganhar espaço e a recordar outros tempos, outros banhos, mais de domingo...

Na fotografia encontramos pescadores (sempre presentes...) e dois cacilheiros, que quase se cruzam nas suas viagens entre o Sul e o Norte...

4 comentários:

Catarina disse...

Tejo e cacilheiros – inseparáveis.

Cris Caetano disse...

Que dia bonito, hein?

Beijos, Luis

Luis Eme disse...

sempre, Catarina.

Luis Eme disse...

está muito Verão, Cris, mais de trinta graus. :)